Sibutramina – Saiba mais sobre este medicamento polêmico

sibutramina

Sibutramina: Realmente emagrece ou será que engorda? Saiba o que é, como comprar, como funciona e quais são os efeitos colaterais

Sibutramina é um medicamento utilizado para o emagrecimento e age inibindo a reabsorção de neurotransmissores como: serotonina, norepinefrina e dopamina. Estas ações promovem o aumento da saciedade e reduzem o gasto energético que acompanha a perda de peso.

Ela é indicada somente quando a orientação alimentar somada a atividade física não foram capazes de atingir o objetivo clínico, naqueles pacientes com IMC maior ou igual a 30 kg/m2, ou maior ou igual a 27 kg/m2 associado a algum fator de risco. Sempre é reforçada a necessidade do tratamento conjunto com reeducação alimentar e exercícios.

Composição

Cada cápsula de 10 mg contém:

cloridrato de Sibutramina monoidratado …………………………………………………….. 10 mg
(equivalente a 8,37 mg de Sibutramina).
excipiente: celulose microcristalina, dióxido de silício, estearato de magnésio e lactose monoidratada.

Cada cápsula de 15 mg contém:

cloridrato de Sibutramina monoidratado …………………………………………………….. 15 mg
(equivalente a 12,55 mg de Sibutramina).
excipiente: celulose microcristalina, dióxido de silício, estearato de magnésio e lactose monoidratada.

Como fazer o uso da medicação? Com qual dosagem?

O medicamento está disponível em cápsulas de 10mg e de 15mg e não há estudos de segurança com doses superiores a 20mg ao dia, esta dose deve ser considerada somente em casos selecionados. Pesquisas mostraram que 84% dos pacientes com sibutramina queixaram-se de algum efeito colateral, quando comparados aos 71% dos que receberam placebo.

Contraindicações e Efeitos Colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns são: boca seca, obstipação intestinal, dor de cabeça e insônia, que ocorrem numa freqüência de 10 a 20% dos casos. Outros efeitos adversos descritos na literatura são muito variáveis: aumento de pressão arterial e frequência dos batimentos cardíacos, formigamentos, dor em região lombar, náusea, aumento do suor, modificação do paladar, alterações da visão (moscas volantes).

Houve um número significativamente maior de casos de infecção de ouvido, sinusite e resfriado comum entre pacientes usuários do medicamento em relação a usuários de placebo. Aparentemente, os eventos adversos são dose-dependentes.

Em Resumo

A Sibutramina é uma medicação utilizada para emagrecer em alguns casos de pacientes com IMC maior que 27 e mais indicado para quem possui o IMC maior que 30 (casos de obesidade). Porém, o seu uso costuma trazer bastante efeitos colaterais e sua legalização ainda sofre com polêmicas de tempos em tempos. Mesmo tomando a sibutramina, após indicação médica, é necessário fazer uma reeducação alimentar e exercícios físicos para que o emagrecimento se dê de forma saudável e mais intensa.