Jejum Intermitente: Como funciona, vantagens, desvantagens e contraindicações

Esse método é muito famoso entre as “dietas da moda”, mas, na verdade, não estamos falando de uma dieta! Sim, o jejum intermitente não é uma “dieta”: o jejum intermitente é uma estratégia. Ela funciona, mais ou menos, assim: em certos períodos, você não vai poder comer nada e em outros períodos você deve comer.

Relógio com talheres representando jejum intermitente
Getty Images – Intermitente

Funciona o Jejum Intermitente?

Essa restrição pode variar de 50% a 100% do que é consumido normalmente, e isso pode resultar em uma boa perda de peso, como algo entre 5% a 10% de redução do peso corporal de 8 a 12 semanas.
No entanto, é preciso dizer que essa estratégia, na maioria dos casos, é muito difícil de ser seguida, por ser altamente restritiva. Além disso, você pode engordar tudo de novo depois, se não aprender a comer corretamente.

Vantagens

Perda de peso, redução de marcadores inflamatórios, resistência maior à insulina, prevenção de câncer e aumento da longevidade.

Desvantagens e riscos

Tendência a gerar compulsão alimentar, fome e saciedade desreguladas, é difícil de se adaptar, hipoglicemia, desnutrição, fraqueza muscular e dificuldades para se concentrar.

Contraindicações

O jejum intermitente pode ser perigoso para gestantes, lactantes, adolescentes, crianças, idosos e pessoas com doenças crônicas.

| PATROCINADO: Quer emagrecer até 4 quilos por mês sem deixar de comer o que gosta? Clique aqui e faça sua avaliação de peso. É de graça!