Farinha de maracujá ajuda a emagrecer e é rica em fibras

Apenas 30g dessa farinha e você já consumiu 74% das fibras necessárias diariamente


Antes de dizer que a farinha de maracujá é mais um modismo, saiba que existem estudos sobre ela desde 1998! Ela é feita a partir daquela partezinha branca da casca, que contém mais nutrientes. Nela podemos encontrar a fibra pectina, vitamina B3, ferro, fósforo e cálcio! Ficou curioso, né? Continue lendo e descubra mais razões para incluir a farinha de maracujá na sua alimentação.

Ela é riquíssima em fibras

A maior característica da casca de maracujá é a qua quantidade enorme de fibras! Ela tem 10 vezes mais fibras do que o suco feito a partir da polpa! Além disso, também tem duas vezes mais potássio que o suco.

Informações nutricionais sobre a farinha de maracujá

Não existe uma tabela nutricional oficial ainda, já que sua composição também depende de cada fabricante. No entanto, de acordo com dados do “Estudo da Secagem da casca do maracujá amarelo” da Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, a farinha não apresenta grandes quantidades de carboidratos, proteínas e gorduras. No entanto, continua sendo extremamente rica em fibras! Para você ter uma noção: apenas 30g de farinha de maracujá (2 colheres de sopa, aproximadamente) equivalem a 18,6g de fibras, que é o equivalente a 74% da quantidade diária recomendada!

Benefícios da farinha de maracujá

Dá sensação de saciedade e emagrece
Com toda essa abundância de fibras, ela acaba promovendo a sensação de saciedade e, consequentemente, auxilia no emagrecimento! Tem uma fibra especial contida na farinha de maracujá que se chama pectina. A pectina é uma fibra insolúvel cuja maior função é absorver líquido e, depois, tornar-se uma espécie de gel. Esse gel é capaz de “segurar” por mais tempo o bolo alimentar (ou cocô) no nosso intestino. Afinal, a absorção dos nutrientes contidos acaba ficando mais lenta. Tudo isso resulta em uma maior saciedade!

Previne diabetes

Graças à pectina, a glicose acaba tendo uma absorção mais lenta no nosso organismo. Assim, ela é liberada aos poucos no sangue, resultando em uma produção menor de insulina, que é um hormônio que pode contribuir com o ganho de peso. Assim, temos na farinha de maracujá uma redução dos picos glicêmicos e da produção de insulina – o que só nos faz bem. Portanto, consumir esse alimento ajuda a estabilizar os níveis de açúcar no sangue!

Melhora os níveis de colesterol e de triglicérides

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade da Paraíba contou com 17 mulheres que incluíram a farinha de casca de maracujá em sua alimentação por 70 dias. Os resultados mostraram que as mulheres, além de perder peso, obtiveram melhorias consideráveis nessas duas taxas.

Contribui para uma melhor digestão

Como estamos falando de um alimento rico em fibras, é claro que ele tem essa qualidade! Como vimos acima, ele facilita a passagem do bolo alimentar, melhorando nosso trânsito intestinal. Além disso, a vitamina B3 ajuda a proteger as nossas paredes do estômago, o que também ajuda nesse processo.

Como consumir farinha de maracujá

É uma boa ideia consumi-la cerca de 30 minutos antes das refeições. Afinal, por ser rica em fibras, ela promove a saciedade, o que fará com que você não corra o risco de comer mais do que precisa. Porém, você também pode ingeri-la dissolvida em sucos, batidas de frutas, jogar sobre os alimentos como se fosse uma farinha comum e até em iogurtes. Procure consumir entre 1 e 2 colheres de sopa nas principais refeições do dia.

| • Quer aprender a se alimentar da maneira correta, sem restrições exageradas, e emagrecer com saúde? Assine o Dieta e Saúde!

Saiba mais:

Farinha de coco ajuda a emagrecer

Farinha de chia

6 maneiras criativas para incluir a quinoa no cardápio