Conheça a música que reduz ansiedade em 65%

Aumente o volume! Você nunca mais vai ter sua dieta prejudicada

Você sabia que o Brasil é um país recordista quando se trata de ansiedade? Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2015, o número de pessoas que sofriam desses transtornos era de 264 milhões. Se compararmos esses dados com os índices de 2005, podemos afirmar que houve um aumento de 14,9%. Atualmente, 9,3% da população sofre com a ansiedade. E se você acha que isso é pouco, saiba que estamos falando de 18,6 milhões de brasileiros.

Como combater a ansiedade

Antes de tudo, temos que ter em mente que não é tão simples assim. Afinal, não basta, simplesmente, dizer: “tente ficar mais calmo”. Quem tem esse problema possui uma mente inquieta, sofre por antecipação, e, geralmente, se irrita facilmente. Os ansiosos pensam muito rápido – o que pode ser bom, mas também pode ser ruim em certos casos.
Provavelmente, você já ouviu tudo o que sempre falam sobre como controlar a ansiedade: procure desviar o foco para outras coisas, pratique o autoconhecimento, beba chás etc.
Dessa vez, você vai conhecer algo diferente.

SAIBA MAIS:

Conheça 6 alimentos que ajudam a combater a ansiedade

/h3>A música feita sob medida para os ansiosos/h3>
Não é balela: é científico! Cientistas do Mindlab International – centro especializado em neuromarketing – fizeram um experimento. Os participantes do estudo foram instruídos a resolver enigmas complicados. Por que? Porque isso gera, automaticamente, certos níveis de estresse em nosso organismo. Ao mesmo tempo em que trabalhavam no enigma, ouviam uma série de músicas. Enquanto isso, os cientistas mensuravam suas atividades cerebrais, batimentos cardíacos, pressão e respiração. O resultado foi o seguinte: a música Weightless do grupo Marconi Union chegou a reduzir a ansiedade em 65% e, inclusive, melhorar as taxas fisiológicas de repouso em 35%.

E nada disso é por acaso! O Marconi Union criou a música com a ajuda de terapeutas do som. Tudo isso tinha o objetivo de causar os exatos efeitos que foram citados no experimento.
Ainda duvida que funciona? Escute você mesmo! Clique aqui para escutar agora 😉